O Diretor Criativo de Assassin’s Creed Valhalla e Origins, Ashraf Ismail, foi despedido, na sequência de acusações de assuntos extraconjugais.

Isto de acordo com documentos internos obtidos pelo Kotaku.

De acordo com a publicação, os empregados do escritório da Ubisoft Montreal foram notificados da decisão ontem.

“Após uma investigação feita por uma empresa externa, foi determinado que o emprego de Ashraf na Ubisoft tinha de ser rescindido”, é dito na mensagem da empresa.

Assassin’s Creed Valhalla: Official Soundtrack Cinematic Trailer

“Não podemos fornecer quaisquer detalhes sobre esta investigação confidencial”.

Em junho, Ismail foi acusado no Twitter de tentar repetidamente envolver-se em assuntos, alavancando o seu estatuto de diretor de jogo e mentindo sobre ser solteiro.

No seguimento das alegações, Ismail anunciou que iria abandonar o seu papel em Valhalla para “lidar adequadamente com os assuntos pessoais da minha vida”.

Ismail é o último empregado de alto nível a deixar a Ubisoft, que enfrentou um número significativo de acusações no último mês de má conduta sexual, assédio e agressão.

O CEO da Ubisoft, Yves Guillemot, prometeu extensas mudanças e já expulsou figuras proeminentes, incluindo os chefes de RH da empresa e dos estúdios canadianos.