De acordo com a VideoGameChronicle, Skull & Bones, jogo de piratas da Ubisoft, recebeu reboot e vai seguir modelo de GAAS (Game as a Service).

Skull & Bones é o jogo da Ubisoft, anunciado na E3 de 2017, liderado pelo estúdio de Singapura, e tem por base o sistema de combate naval que surgiu em Assassin’s Creed IV: Black Flag. O jogo inicialmente tinha o objetivo de ser um jogo completo com navios personalizáveis, para ser jogado sozinho ou com amigos em batalhas navais PvP.

De acordo com fontes da VGC que escolhem falar sob anonimato, Skull & Bones queria estar numa posição única, diferenciando-se do portefólio existente de jogos de mundo aberto da Ubisoft, que inclui Far Cry e Assassin’s Creed, o que levou a uma sucessão de atrasos.

Skull and Bones: E3 2017 Cinematic Announcement Trailer | Ubisoft [NA]

Assim, de acordo com as fontes, durante o ano de 2019 foi tomada a decisão de fazer um Reboot (“reiniciar”) o jogo completamente e afastar-se do modelo dos outros jogos de mundo aberto da Ubisoft.

Desta forma, o jogo vai ter um modelo GAAS (Game as a Service), ou jogo ‘vivo’ (atualizado ao longo do tempo), e terá um mundo de jogo com missões variáveis, personagens e histórias que vão mudar ao longo do tempo, de acordo com as decisões da comunidade. A fonte diz que o desenvolvimento deste novo jogo terá muito em conta o que a Epic Games fez com Fortnite, no formato de “narrativa ao vivo”.

Que acham desta nova abordagem? Comentem abaixo.