The Witcher 3: Wild Hunt (PC, PS4, Xone, Switch)

Um dos meus jogos favoritos não podia faltar aqui. Exclusivamente jogado em single-player, coloca um ponto final na História de Geralt of Rivia, um Witcher que embarca numa jornada à procura da sua filha adotiva Ciri. Vais encontrar dezenas de personagens e um mundo rico para explorares cheio de aventuras. Entres num bar e provavelmente encontras um NPC que procura ajuda para matar um terrível monstro que está a desolar a sua aldeia e começa aí uma nova missão. Tudo de uma forma muito contextual e orgânica. Para além disso, o jogo tem 2 expansões, Hearts of Stone e Blood and Wine, que se jogares a História Principal, és obrigado a jogar estes DLC.

Assassin’s Creed Odyssey (PC, PS4 e Xone)

A última Aventura de Assassin’s Creed leva-nos para a Antiga Grécia. Numa altura em que os Templários ainda se chamam a “Ordem” vais puder escolher entre dois irmão, Alexios ou Kassandra, e iniciar a tua jornada. O mundo está cheio mas totalmente cheio de atividades. Caçar animais, derrotar caçador de recompensa, batalhas navais, resolver puzzles, chega até a ser exaustivo para quem quiser fazer 100% do jogo. Este é aquele jogo que podes fazer 100H e mesmo assim ainda não completaste todas as missões por isso cuidado ao iniciares este aventura porque se ganhares gosto, depois não jogas mais nada durante uns tempos.

Spider-Man (PS4)

Spider-Man foi uma grande surpresa da Insomniac Games, todos esperávamos um gameplay excelente vindo desta produtora, que já criou jogos como Spyro The Dragon e Sunset Overdrive, mas além do excelente mundo aberto, jogabilidade consistente e divertida, gráficos impressionantes, vem uma narrativa surpreendentemente boa, que para mim rivaliza qualquer história de Spider-Man dos filmes, e além disso, ainda os supera nessa componente. É um exclusivo obrigatório para quem tem a PS4 e ainda não o jogou.

The Elder Scrolls V: Skyrim (PC, PS4, PS3, Xone, X360, Switch)

Um clássico instantâneo. Um jogo que te leva à terra mítica de Skyrim onde vais encontrar milhares de histórias e atividades. Aqui o dragão antagonista, Alduin O Devorador de Mundos, fez regressar os dragões a Skyrim e prepara-se para destruir tudo o que encontra. Este é um RPG que não podia deixar de recomendar. Sendo um RPG tu podes ser verdadeiramente quem quiseres. Um lutador nato que usar armadura pesada para resistir a todos os choques ou um arqueiro furtivo que usa a sua capacidade de esconder-se e evadir-se de inimigos para os atacar de onde menos esperam. Além disso para quem gostar pode utilizar mods que exponencia a experiência para outro patamar.

O que acham da lista? Não se esqueçam que isto são os nossos favoritos para jogar nesta quarentena. Se têm algum que acham que devia estar aqui deixem nos comentários!