• Plataformas: PC, PS3, PS4, Xbox 360 e Xbox One.
  • Género: Aventura gráfica, Episódico, Interativo
  • Lançamento: 20 de outubro de 2015
  • Estúdio: Dontnod Entertainment
  • Editora: Square Enix
  • Preço: 19.99 €

NOTA: Sendo um jogo muito focado na narrativa, esta Review poderá conter spoilers sobre o jogo.

Hoje, irei analisar o quinto episódio, Polarized. Se quiserem ler a minha review do episódio anterior, podem ver aqui.

Este episódio começa com a Max presa no bunker que o professor Jefferson preparou para levar as suas vítimas. Como anteriormente tinha decidido avisar a Victoria, ela está desmaiada e amarrada ao nosso lado na sala.

Conseguimos ver que o Jefferson fotografou a Max enquanto estava drogada, então conseguimos voltar no tempo para essa altura através da foto. Mas como a Max estava drogada, não conseguimos alterar nada nessa altura e voltamos para a realidade. Não podemos desistir de salvar a Max, então tentamos novamente com outras fotos em que ela parece mais lúcida.

Life is Strange Finale Launch Trailer (PEGI)

Nesta altura o Jefferson confessa que matou o Nathan e que o usou para o encobrir dos seus crimes. Como não conseguimos sair da sala convencemos o Jefferson a dar-nos o nosso diário e dessa forma conseguimos voltar no tempo através da foto que tiramos no primeiro episódio.

Conseguimos voltar no tempo até a primeira aula, e aqui a Max tem a oportunidade de envia uma mensagem ao David a avisa-lo do Jefferson, para que o possa parar a tempo. E aproveita para dar ao Jefferson do passado a sua foto para o concurso de fotografia.

Nesta realidade ela ganha o concurso à Victoria e vai para San Francisco com o Diretor Wells. Parece que tudo voltou ao normal e todos os problemas finalmente foram solucionados.

Max numa galeria de arte

Mas era bom demais para ser verdade. Quando vê a sua foto na exposição a Max fica com uma dor de cabeça enorme e a sangrar pelo nariz, agora ela vê o tornado em Arcadia Bay. Ela liga à Chloe para confirmar se está tudo bem, mas a Chloe confirma que a cidade está a ser destruída.

A única forma de salvar a cidade é voltar no tempo através da foto que está na exposição. E assim o faz, novamente no passado a Max decide rasgar a sua foto para que a viagem a San Francisco não aconteça e possa salvar a Chloe, mas tudo corre mal e em vez de corrigir as coisas, voltamos para o momento em que a Max está presa com o Jefferson.

Nesta nova realidade o Jefferson queimou o nosso diário impedindo-nos de voltar no tempo, e de repente percebemos que a Victoria não está mais ao nosso lado e concluímos que o Jefferson a matou.

Max a ver uma tempestade

Quando ele nos tenta matar com uma overdose, ouve-se um barulho e o David aparece, mas o Jefferson consegue defender-se, então temos de o distrair para que o David o consiga apanhar.

Assim que o Jefferson está inconsciente o David questiona a Max onde está a Chloe, eu decidi dizer-lhe a verdade e contar que o Jefferson matou a Chloe. O David não aguenta com esta notícia e mata o Jefferson mesmo a nossa frente.

A única solução para salvar a Chloe é chegar até ao Warren para usar a foto que ele tirou com a Max na festa do clube Vortex, no passado.

A Max pega no carro do Jefferson e enfrenta a tempestade para chegar ate ao Restaurante da mãe da Chloe, onde o Warren se está a proteger da tempestade. Pelo caminho ela ouve uma mensagem do Nathan a tentar avisa-la acerca do Jefferson, antes de morrer e a pedir desculpa pelas suas más escolhas.

Max a sangrar do nariz

Pelo caminho a Max ainda tem a oportunidade de salvar algumas pessoas da tempestade como, por exemplo, a Alyssa, o Evan,o camioneiro e o pescador. Eu consegui salva-los a todos e vocês?

Assim que conseguimos chegar ao restaurante após salvar todas as pessoas e extinguir o fogo que ameaça o restaurante, a Max chega finalmente ao Warren.

Já no restaurente temos a oportunidade de mudar a opinião da Joyce sobre o David, eu não mudei, mas foi uma má escolha. Também temos a oportunidade de contar ao Frank que a Rachel está morta, ou não. Eu contei e vocês o que fariam?

Após tudo isto, a Max vai até ao Warren e conta-lhe brevemente o seu poder de retroceder no tempo, despede-se dele (eu decidi apenas abraçar o Warren) e tenta voltar no tempo através da foto.

Max deitada de mãos amarradas

Ao reencontrar a Chloe na festa a Max conta-lhe tudo o que aconteceu, incluindo que retrocedeu no tempo para salvar o William, pai da Chloe, mas que isso implicou na morte da Chloe e ela não foi capaz de permanecer nessa realidade.

Assim que lhe contamos tudo a Max pede à Chloe para a relembrar do que aconteceu quando voltarem para a realidade. Conseguimos assim salvar a Chloe, mas a tempestade ainda está a acontecer.

Elas tentam refugiar-se no farol, contudo pelo caminho a Max desmaia e acorda na aula do Jefferson outra vez. Contudo, desta vez, as coisas estão diferentes, há pássaros a morrerem contra as janelas da sala. E de repente, todas as pessoas desaparecem da sala. No lugar da Kate há uma poça de sangue, se anteriormente não a conseguimos salvar.

Após conseguir sair da sala a Max entra em vários labirintos que temos de desvendar para poder sair desta realidade alternativa. Vamos parar a um corredor cheio de velas e temos de encontrar as saídas certas. Posteriormente entra no corredor da escola, mas tudo esta a acontecer na ordem contrária, assim que conseguimos sair daqui entramos em mais labirintos onde precisamos de passar todos os obstáculos. Na minha opinião esta parte do jogo é bastante cansativa e aborrecida.

Max a olhar para um quadro num ambiente escuro

Quando finalmente superamos estes labirintos a Max consegue voltar de novo para o farol para junto da Chloe.

Assim que recupera e percebe que a tempestade continua a devastar a cidade, a Max enfrenta a pior decisão da sua vida. Sacrificar a Chloe para salvar a cidade inteira da tempestade, ou sacrificar Arcadia Bay para salvar a Chloe. Eu decidi sacrificar a Chloe. Apesar de ser uma decisão difícil não poderia deixar uma cidade inteira ser devastada em detrimento de uma pessoa, mesmo ela sendo a nossa melhor amiga.

Por isso, a Max usa a foto da borboleta para voltar à casa de banho, ao momento em que encontra a Chloe pela primeira vez a discutir com o Nathan. Desta vez a Max não a salva. E parece que resultou, a tempestade passou. Posto isto, conseguimos ver a Max no cemitério, no funeral de Chloe. Estão lá vários alunos, a Joyce e o David. O Frank e o Pompidou (cão do Frank) também estão no funeral, mas distanciados dos restantes. No momento final uma borboleta azul pousa no caixão da Chloe.

E vocês o que acharam deste episódio? Deixa o teu comentário abaixo!

Podem ler aqui a review de cada um dos episódios de Life is Strange:

*O jogo foi adquirido pela GameHub.pt e a Review foi efetuada na Xbox One X.

REVIEW GERAL
Bom
7